Cineclube Preferia ver o filme do Pelé

Cineclube preferia ver o filme do pelé --2014.1

ATENÇÃO – Alteração na programação

O Cineclube Preferia ver o Filme do Pelé começa o semestre dando as boas vindas aos calouros
da UFRJ com a apresentação de três filmes, durante Recepção aos calouros 2OI4.I

O evento acontece durante todo o semestre, nas Quartas Feiras, Às 17h30, Na Sala 106 do IFCS-UFRJ.

Programação de Fevereiro:

Quarta Feira 12/2 – Um Dia na Vida (Eduardo Coutinho, 2010)

” O filme é uma edição de uma hora e meia de dezenove horas de material registrado no Rio de Janeiro entre a manhã do dia 1° e a madrugada do dia 2 de outubro de 2009 em diferentes canais da TV aberta. O resultado é uma colcha de retalhos bizarra e contraditória, o tecido esquizofrênico que mistura família, violência, consumo, obsessão por forma física e religião que constitui o espelho cruel que nossa televisão serve à brasilidade.
Esse é o penúltimo filme de Coutinho e não pode ser exibido comercialmente, devido a questão de direitos autorais. ”

Quarta Feira 19/2 – Old Boy (Chan-wook Park, 2003)

” Um pai de família é levado a uma delegacia por estar alcoolizado e ao ser liberado, é sequestrado e acorda em um quarto sem janelas, onde há apenas uma TV ligada. Através do noticiário, descobre que é o principal suspeito no assassinato brutal de sua esposa. Depois de 10 anos enclausurado no cubículo, sem saber porque está ali e quem o prendeu, a porta se abre e ele sai à procura de respostas.”

26/2 – Soy Cuba (Mikhail Kalatozov, 1964)

“Quatro histórias independentes traçam um painel de Cuba entre a derrubada do regime de Batista e a revolução comunista. No início dos anos de 1960, o realizador soviético Mikhail Kalatozov, filmou em Cuba esta superprodução que pretendia ser uma poderosa arma de propaganda para divulgar a revolução cubana. No entanto, foi ignorado após a sua estreia em Havana e Moscovo e durante a guerra fria, não foi exibido nos Estados Unidos. Por ironia, saiu do limbo graças a dois cineastas norte-americanos, Francis Ford Coppola e Martin Scorsese, que promoveram a estreia do filme nos EUA em 1995, depois de terem ficado fascinados ao ver esta obra numa mostra de cinema russo desse ano. Coppola e Scorsese decidiram batalhar pela restauração e pelo relançamento mundial da obra. O filme tem uma extraordinária ambição estética, filmado numa bela fotografia preto e branco, a sua realização é absolutamente única, virtuosa e original. O diretor usou movimentos, planos e ângulos raramente vistos, fazendo com que a câmara parecesse voar ou pairar sobre as cenas. Há momentos de pujante beleza plástica, de pura poesia visual. Soy Cuba é uma obra-prima do cinema, muito pouco conhecida por causa do seu conteúdo ideológico e pelas circunstâncias descritas.”

O Cineclube Preferia ver o Filme do Pelé começou, em Novembro de 2011, por iniciativa dos alunos do IFCS-UFRJ, com o objetivo de juntar discentes, docentes e todos que tem interesse na discussão e apreciação de obras cinematográficas.

 

Detalhes do evento:


Loading Map....

Dia(s): 19/02/2014
Horário: 17:30 - 20:00

Local: IFCS/UFRJ
Largo São Francisco de Paula, 1
Rio de Janeiro - RJ CEP

Categoria(s):

Inscrição:

A confirmação de inscrição no evento é de responsabilidade do organizador do mesmo.

Valor: 0800 (De graça)
Período de inscrição:Não foi informado
Site: https://www.facebook.com/groups/224745670953906/
Instituição responsável: IFCS-UFRJ
Email do organizador:Não foi informado
Telefone de contato: Não foi informado

Comments are closed.