Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica – Clarival do Prado Valladares

banner-premioodebrecht

Desde 1959, a Organização Odebrecht patrocina iniciativas que valorizam o patrimônio artístico e cultural do Brasil e de outros países em que atua. Destinando recursos à realização de projetos de grande projeção ou de alcance local, dentro e fora do espaço acadêmico, contribui para a dinamização da vida cultural em suas diferentes esferas e aspectos e promove a afirmação de identidades diversas e a celebração de valores universais. Assim, estimulando a preservação e a propagação da memória, cumpre o papel de incentivar a evolução cultural da sociedade, como determina sua política de sustentabilidade.

Instituído em 2003, O Prêmio Odebrecht de Pesquisa Histórica – Clarival do Prado Valladares é conferido anualmente a um projeto de pesquisa que contribua significativamente para um maior entendimento da formação econômica, sociopolítica ou artística brasileira. Visando incentivar e enriquecer a produção historiográfica nacional, a Odebrecht provê ao vencedor as melhores condições para a realização de seu projeto, incluindo pagamento de direitos autorais e o custeio de todas as despesas necessárias à realização e ao registro da pesquisa. Os conhecimentos gerados são consolidados em um livro de arte, cuidadosamente editado e ricamente ilustrado, distribuído a bibliotecas e outras entidades ligadas à cultura no Brasil e no exterior.

Mais informações no site.

Detalhes do evento:


Loading Map....

Dia(s): 31/10/2014
Horário: O dia inteiro

Local: Odebrecht S.A.
Praia de Botafogo, 300 - 11º andar, Ala A Botafogo
Rio de Janeiro - RJ CEP 22250-040

Categoria(s): Não Categorias

Inscrição:

A confirmação de inscrição no evento é de responsabilidade do organizador do mesmo.

Valor: Gratuito
Período de inscrição:Até 31 de outubro
Site: http://www.odebrecht.com/pesquisahistorica/sobre-o-premio.html
Instituição responsável: Odebrecht S.A.
Email do organizador:Não foi informado
Telefone de contato: Não foi informado

Comments are closed.